Estomia

É uma abertura criada no intestino através do abdômen. A finalidade da estomia ou estoma é permitir que as fezes não passem por uma parte doente ou danificada do intestino. Quando uma pessoa tem um estoma intestinal, as fezes não são mais eliminadas através do ânus, em vez disso, elas são eliminadas através do estoma. O estoma não tem um músculo esfíncter, de modo que uma pessoa que tem um estoma não possui controle voluntário sobre sua evacuação intestinal. Esta pessoa deve usar então um equipamento coletor para as fezes. As razões e os fatores médicos individuais que determinam a necessidade de se ter um estoma também determinam qual é a porção do intestino por onde as fezes não devem passar. Essa porção do intestino pode ser removida ou apenas deixada sem uso.
estomas

Ileostomia

Para construir uma ileostomia, o cirurgião exterioriza (traz para fora) uma parte do intestino delgado (íleo) através do abdômen. A finalidade da ilestomia é permitir que as fezes  não passem pelo intestino grosso. Logo após a cirurgia, as fezes de uma ileostomia são geralmente de consistência líquida. No entanto, na medida em que o intestino delgado começa a se adaptar, as fezes irão se tornando mais consistentes e semipastosas.

Colostomia

Para construir uma colostomia, o cirurgião exterioriza (traz para fora) uma parte do cólon através do abdômen. A colostomia pode ser feita em praticamente qualquer ponto ao longo do comprimento do cólon. A localização da sua colostomia vai depender das razões médicas para sua cirurgia. A consistência das fezes que são eliminadas por uma colostomia varia de acordo com a porção do instestino que foi removida. A principal função do intestino grosso é a reabsorção da água e o armazenamento das fezes até sua eliminação. Por isso, se uma grande porção de cólon foi removida, as fezes terão consistência mais líquida ou pastosa. Se uma porção menor foi removida ou desviada, as fezes terão consistência mais sólida, como das fezes antes da cirurgia.

Urostomia ou estomia urinária

Urostomia é uma abertura criada cirurgicamente no abdômen que permite que a urina seja eliminada para fora do corpo. Para construção do seu estoma urinário, utiliza-se uma pequena porção do intestino. Normalmente usa-se uma porção do intestino delgado (íleo) e isso é chamado conduto ileal. A urina sairá através do estoma urinário ou urostomia. Como se utilizou uma pequena parte do intestino para a confecção do seu estoma urinário, é normal que além da urina saia também muco do seu estoma. Muco é um fluído grosso que tem a aparência de um material nebuloso/viscoso dentro do equipamento. Isso é normal. A urina começará a fluir de seu estoma imediatamente após a cirurgia. A princípio, a urina pode apresentar uma coloração ligeiramente avermelhada, mas após alguns dias, retornará à coloração normal.

Como é o estoma?

Cada estoma é diferente no tamanho e no formato. Normalmente, os estomas são vermelhos e úmidos, parecidos com a mucosa interna da boca, e sangram facilmente. Não existe nenhuma terminação nervosa no estoma, de modo que o estoma não é doloroso. Logo após a cirurgia, o estoma fica inchado e pode demorar vários meses para ele desinchar até o seu tamanho permanente. Portanto, é recomendável que você meça o seu estoma com frequência. Você também deve medir seu estoma se estiver com problemas de vazamento ou irritação na pele ao redor do estoma, chamada peristomia. Isso pode ser um sinal de que a barreira não está com a abertura do tamanho correto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *